PARALISAÇÃO

Insatisfeitos com proposta de reajuste, professores da rede estadual de ensino decidem por nova greve

Aulas estão suspensas a partir do dia 29 deste mês

Da Rádio Jornal; atualizada às 17h17
Da Rádio Jornal; atualizada às 17h17
Publicado em 21/05/2015 às 14:02
Leitura:
Foto: Divulgação / Sintepe


Os professores da Rede Estadual de Ensino decidiram, por unanimidade, em assembleia, no início da tarde desta quinta-feira (21), deflagrar greve a partir do dia 29 deste mês, o que significa que as aulas acontecem até o dia 28 de maio.

Os docentes recusaram a proposta do governo, um reajuste de 6% para dividir em três vezes, a partir do mês de junho. Uma nova assembleia está marcada para às 14h do próximo dia 29, em frente à Assembleia Legislativa de Pernambuco. Em entrevista à comunicadora Graça Araújo, o presidente do Sintepe, Fernando Melo, fala sobre as negociações com o Governo de Pernambuco:

Os trabalhadores realizaram uma greve de 24 dias, entre 10 de abril e 5 de maio. A principal exigência é o reajuste de 13,01% a todos os professores da rede e não apenas aos profissionais com nível médio.

Mais Lidas