OLGA BENÁRIO

Reintegração de posse na ocupação Olga Benário deixa feridos no Jiquiá, na Zona Oeste

A reintegração começou na manhã desta quinta-feira, os moradores foram atingidos por balas de borracha e spray de pimenta após fechar a via em protesto

Da Rádio Jornal; atualizada às 17h40
Da Rádio Jornal; atualizada às 17h40
Publicado em 21/05/2015 às 11:53
Leitura:
Foto: Wilson Photos / Cortesia


Uma ação de reintegração de posse de uma ocupação localizada em um terreno privado às margens da BR-101, no bairro do Jiquiá, Zona Oeste do Recife, terminou em confusão na manhã desta quinta-feira (21). Um forte efetivo policial esteve no local desde o começo da manhã. Segundo os moradores, nenhum documento de desocupação foi apresentado e os ocupantes não tiveram direito de tirar seus pertences do local.

Foto: Bobby Fabisack / JC Imagem


A ocupação Olga Benário se intalou no terreno da Jiquiá Empreendimentos, por trás da Justiça Federal, no último dia 4 de maio e é um conjunto de ocupações que foram desapropriadas nos últimos meses, como a Vietnã, também na Zona Oeste, e a Cacique Xicão, na Zona Sul. Cerca de mil famílias vivem no local. O efetivo policial veio acompanhado de máquinas que demoliram parte das casas ainda pela manhã.

Um dos membros da ocupação, Israel Francisco, que faz parte da Comissão de Luta dos moradores, afirmou que nenhum documento foi entregue às famílias e que integrantes já buscaram representantes do governo atrás de uma solução: "Queremos que o governo do Estado e o Prefeito do Recife tomem uma providência em relação a essas famílias, que não podem ficar abandonadas", afirmou.

Foto: Bobby Fabisack / JC Imagem

Foto: Bobby Fabisack / JC Imagem


No começo da manhã a situação era pacífica no local. Por volta das 9h30, os moradores bloquearam o sentido Boa Viagem/UFPE da Avenida Recife com entulhos, pneus e até mesmo um carro em chamas e a Polícia Militar, com um efetivo de cerca de 800 policiais, reprimiu o bloqueio com gás de pimenta e balas de borracha. Moradores ficaram feridos e até mesmo uma viatura do Samu foi ao local. Segundo os ocupantes, nem crianças foram poupadas pela reação policial.

Foto: Rafael Carneiro / Rádio Jornal


Alguns moradores foram presos pela polícia. Na situação, jornalistas também procuraram por abrigo e um veículo da TV Jornal foi atingido por uma pedra. Confira as reportagens do repórter Rafael Carneiro para a Rádio Jornal:


À tarde, a situação no local era mais tranquila. O terreno de cerca de 40 hectares estava vazio, com apenas alguns entulhos das casas. O local ainda era vigiado por policiais militares. Em nota, a Prefeitura do Recife informou que participou, por meio das secretarias de Governo e Participação Social e Habitação, do diálogo conduzido pelo Governo do Estado. Foi informado, também, que o cadastro das famílias da ocupação vai ser enviado para análise.



Por volta das 16h, novo confronto foi registrado quando alguns moradores tentaram retirar pertences dos escombros:



Foto: Bobby Fabisack / JC Imagem


Já a Polícia Militar informou que houve encaminhamento de, pelo menos, dez pessoas à Central de Flagrantes por terem cometido crimes de vandalismo, lesão corporal, ameaça e depredação ao patrimônio público e privado. Uma pessoa foi encaminha ao Depatri por pilotar uma moto de cinquenta cilindradas roubada e estar de posse de faca peixeira.

Mais Lidas