MANIFESTAÇÃO

Enfermeiros do Barão de Lucena bloqueiam Avenida Caxangá em protesto

O protesto ocorreu no sentido Centro/Subúrbio e a via foi liberada por volta das 11h

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/05/2015 às 11:51
Leitura:
Foto: Lídia Marques / Comuniq

Enfermeiros que atuam no Hospital Barão de Lucena, no bairro da Iputinga, Zona Oeste do Recife, pararam o trânsito no sentido Centro/Subúrbio da Avenida Caxangá na manhã desta sexta-feira (22) em protesto contra as condições de trabalho do Hospital. Entre as alegações, funcionários afirmaram que estão dobrando o horário de trabalho e ainda não receberam o pagamento pelo plantão do carnaval e pelas horas extras.

O Presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Seguridade Social do Estado de Pernambuco (Sindsaúde-PE), Thiago Oliveira, afirmou que a UTI Neonatal do Barão de Lucena tem trinta e oito crianças e apenas quatro técnicas de enfermagem. Ele disse, ainda, que o Estado não quer mandar aprovados em concurso para o local, e que alguns dos funcionários "extras" enviados não são qualificados para assumir a enfermaria: "Queremos previnir o Estado de que se ele não tomar nenhuma providência até a próxima semana nós vamos parar e parar uma UTI Neonatal significa um problema sério. As crianças estão sofrendo e têm surgido óbitos".

Os manifestantes bloqueavam a pista por alguns minutos, liberando-a e voltando a bloqueá-la. A via foi completamente liberada por volta das 11h. Confira o depoimento de Thiago Oliveira, presidente do Sindsaúde:

Mais Lidas