NOTA DE PESAR

Secretaria de Saúde e Central de Transplantes lamentam o falecimento de Zé do Rádio

O famoso torcedor do Sport havia passado por um transplante de coração há 13 anos e era um entusiasta da doação de órgãos

Da Secretaria de Saúde
Da Secretaria de Saúde
Publicado em 22/05/2015 às 5:09
Leitura:

A Central de Transplantes de Pernambuco (CT-PE) lamenta o falecimento de um dos seus principais apoiadores, o transplantado Zé do Rádio, que passou cinco meses na fila de espera por um transplante de coração. O procedimento foi realizado em 2002, desde então, ele se tornou um dos maiores incentivadores e garoto propaganda da doação de órgãos em Pernambuco. “Só quem passa por uma complicação grave de saúde, sabe a importância desse gesto”, disse em entrevista à Secretaria Estadual de Saúde (SES), em 2012, quando comemorava os dez anos do transplante.

Segundo a coordenadora da Central de Transplantes (CT-PE), Noemy Gomes, Zé do Rádio sempre visitava o órgão e cativava a todos com sua simpatia. "Ele sempre estava presente nas nossas campanhas, em eventos, para prestar seu depoimento. Zé foi um parceiro importante na nossa luta pela doação de órgãos, por mostrar a seriedade do trabalho e que a doação funciona, que traz um novo sopro de vida para quem precisa de um órgão. O desejo da família da Central, da qual ele fazia parte, é deixarmos nosso conforto e abraço para seus entes queridos", diz Noemy.

Mais Lidas