OLINDA

Policial militar é acusado de atirar na companheira e no enteado de 14 anos em Sapucaia de Dentro

Segundo testemunhas, o caso de violência doméstica foi causado por ciúmes. Vizinhos têm medo de ajudar as vítimas e sofrer retaliações

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/05/2015 às 8:12
Leitura:

Carolina Santos Sena, de 31 anos, já recebeu alta médica, mas o filho segue internado na enfermaria do Hospital Miguel Arraes. Outro garoto estava na residência na hora do crime e conseguiu escapar ileso dos disparos de revólver.

A Polícia Civil apurou que o soldado identificado como Geraldo começou a discutir com a mulher que trabalha como vendedora por motivos banais. O comportamento agressivo do acusado reflete o medo dos vizinhos em comentar a violência de gênero.

Uma parente das vítimas que pede anonimato afirma que tudo indicava para um desfecho trágico dessa história:

Mais Lidas