POLÍTICA

Em entrevista à Rádio Jornal, Marina Silva alfineta Dilma e diz que "um triunvirato governa o País"

Em Pernambuco para atividades ligadas à fundação da Rede Sustentabilidade, a ex-senadora disse que "Eduardo faz falta nessa crise"

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 26/05/2015 às 10:31
Leitura:
Foto: Michele Souza/JC Imagem


Durante a primeira visita a Pernambuco depois das eleições presidenciais, a ex-senadora e ex-candidata a presidente da República, Marina Silva (PSB), concedeu entrevista exclusiva aos comunicadores Geraldo Freire, Graça Araújo, Wagner Gomes e Rafael Souza, na qual criticou duramente a postura da presidente Dilma Rousseff frete à crise econômica que o País atravessa.

De acordo com a ex-senadora, a petista foi irresponsável ao dizer, durante as eleições presidenciais, que o cenário brasileiro não era de crise. "Fomos chamados de pessimistas", disse. De acordo com a socialista, o governo precisa reconhecer a crise para criar o diagnóstico e conquistar a cura. "O analgésico virou morfina e o povo é quem está pagando o preço", completou.

Durante a entrevista, Marina Silva ainda disse que o País vive uma espécie de terceirização do governo federal, com o ex-presidente Lula, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, e o presidente do Senado, Renan Calheiros, representando um "triunvirato" que governa no lugar de Dilma. Ouça a entrevista completa abaixo:

Marina ainda comparou a postura de Fernando Henrique e Lula com a da petista. Segundo ela, houve cordialidade no entendimento dos dois ex-presidentes durante a sucessão para que superassem a crise financeira de 2002. Na opinião da ex-senadora, esse é o momento da oposição e da situação se unirem para discutir soluções. "Não se pode instrumentalizar a crise", completou.

Perguntada se ia se candidatar novamente nas próximas eleições nacionais, a ex-senadora afirmou que o voto é do eleitor e não uma herança. "Terminou a eleição, não fico na cadeira cativa de candidata", disse, se referindo ao fato de não saber se vai ou não se concorrer à Presidência da República novamente.

EM PERNAMBUCO - Marina chegou ao estado nessa segunda-feira (25) para um evento com a militância local da Rede Sustentabilidade, partido que tenta criar desde 2013. Nessa terça-feira, ele se reúne com o prefeito do Recife, Geraldo Julio, e com o governador do Estado, Paulo Câmara.

Mais Lidas