ENTREVISTA

Polícia Federal alerta para risco de histeria coletiva provocada por boatos espalhados na internet

Giovanni Santoro conversou com Geraldo Freire sobre correntes que se espalham pelo whatsapp e pelo risco de compartilhar informações que não foram comprovadas oficialmente

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 27/05/2015 às 10:15
Leitura:

Desde que o mundo é mundo, as pessoas espalham boatos. Porém, nas últimas semanas, correntes de whatsapp e postagens no facebook multiplicavam denúncias de que crianças estariam sendo sequestradas por pessoas em uma van na cidade do Paulista e nos seus arredores. Sobre o assunto, Geraldo Freire entrevistou o chefe de Comunicação da Polícia Federal em Pernambuco, Giovanni Santoro, nesta quarta-feira (27).

De acordo com Giovanni, a denúncia de que vans estão sequestrando crianças não tem base verídica e também está sendo espalhada em outros estados. “Vez por outra aparecem esses boatos. Eles não são novos, eles só mudam de forma e de local”, diz. Ele ainda explica que espalhar boatos pode gerar a criminalização de pessoas inocentes.

Em casos de sequestros, os pais devem procurar imediatamente uma delegacia para fazer um boletim de ocorrência e iniciar as investigações sobre o caso. Ouça a entrevista completa:

Mais Lidas