REBELIÃO

Briga entre grupos rivais deixa dois adolescentes mortos e 17 feridos na Funase de Caruaru

O motim começou por volta das 21h e teria sido causado depois de uma briga entre internos de grupos de pavilhões diferentes

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/05/2015 às 6:19
Leitura:
Esta é a segunda rebelião na Funase de Caruaru em menos de dois meses. Foto: Reprodução/Internet

Um interno carbonizado, outro decapitado e mais 17 feridos. Este foi o saldo da rebelião que aconteceu na noite desta quarta-feira (27) no Centro de Atendimento Socioeducativo de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, de acordo com a Polícia Militar. Já para a assessoria da instituição, foram nove feridos. O motim começou no início da 21h e teria sido causado depois de uma briga entre internos de grupos de pavilhões diferentes.

O 4º Batalhão da Polícia Militar, homens do GATI, da Companhia Independente de Operações e Sobrevivência em Área de Caatinga e da Rocan foram chamados para controlar a rebelião. O corpo de bombeiros também teve que ser chamado, depois que os internos atearam fogo em colchões no portão principal da casa.

Esta foi a segunda rebelião em menos de dois meses na mesma unidade do Centro Socioeducativo. Em abril uma outra rebelião terminou com a morte de dois internos e pelo menos um ferido. Ainda de acordo com o comandante do quarto batalhão da PM, o tenente Coronel Cleonildo Nunes, a ação de quarta foi uma resposta ao primeiro motim.

Por meio de nota, a Funase informou que vai abrir uma sindicância para investigar a motivação do conflito na unidade de Caruaru. A fundação afirmou ainda que "os familiares dos adolescentes feridos e mortos terão todo o apoio e suporte necessários tanto sobre informações quanto para o funeral". Os nomes dos internos mortos e dos feridos durante a rebelião não foram divulgados.

Mais Lidas