HABITAÇÃO

Polícia e Justiça Federal cumprem reintegração de posse na Comunidade Cacique Xicão

Cerca de 400 pessoas moravam há pelo menos dois anos no terreno entre o Aeroporto e a Avenida Recife, na Zona Sul do Recife.

Leitura:
Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal


Nesta quinta-feira (28), a Justiça Federal em Pernambuco cumpre uma reintegração de posse no terreno que fica entre o Aeroporto Internacional dos Guararapes e a Avenida Recife, no bairro do Ipsep, Zona Sul da capital, onde fica uma antiga linha férrea. No local, cerca de 400 pessoas moram em 175 barracos da chamada Comunidade Cacique Xicão, que existe há mais de dois anos. A retirada dos moradores é feita por policiais federais acompanhados de oficiais de justiça, além de 319 policiais militares.

De acordo com a Justiça Federal, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) pediu a saída dos moradores do terreno porque o local é uma faixa de segurança aérea, muito próxima à cabeceira da pista do aeroporto. A Infraero também afirmou que a falta de tratamento sanitário pode atrair animais e prejudicar o tráfego das aeronaves.

Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal


A decisão da reintegração foi dada pela 12ª Vara Federal no último 13 de maio. A decisão judicial determina ainda que as famílias sejam inscritas em programas sociais habitacionais da Prefeitura do Recife e do Governo do Estado.

Antes da ação de desapropriação, duas audiências foram realizadas com a presença da União Federal, da Infraero (autores da ação judicial) e os membros da comunidade, para buscar soluções para o conflito. Participaram ainda representantes do Ministério Público Federal (MPF), Superintendência do Patrimônio da União (SPU), Prefeitura da Cidade do Recife (PCR), Companhia Estadual de Habitação e Obras (CEHAB), vinculada ao Governo do Estado, II Comando Aéreo Regional, Superintendência da Polícia Federal e membros da Comissão Intersetorial de Mediação de Conflitos Fundiários Urbanos (CIMCFurb), instituída pela Presidência da República.

Foto enviada pelo interneuta Diogo Santos pelo comuniQ


De acordo com a Polícia, parte dos moradores está saindo de maneira tranquila, mas existem focos de resistência à reintegração de posse. Um grupo chegou a atear fogo em um trecho da ocupação e outro grupo tentou invadir a pista do aeroporto.

A Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), que acompanha a movimentação, interditou um trecho da Avenida Recife. O trânsito no local foi desviado na entrada do bairro do Ibura e na Rua Senador Robert Kennedy.

Mais Lidas