ATO

Centrais sindicais fazem manifestação no Centro do Recife contra projetos que reduzem direitos dos trabalhadores

Oito centrais sindicais marcam presença como a CUT e a União Geral dos Trabalhadores

Da Rádio Jornal; atualizada às 17h40
Da Rádio Jornal; atualizada às 17h40
Publicado em 29/05/2015 às 16:03
Leitura:
Foto: Ísis Lima / Rádio Jornal


A sexta-feira (29) é marcada pelo grande ato das centrais sindicais contra o PL 4330, popularizado como projeto de terceirização, e contra os projetos 664 e 665, que restringe acesso a benefícios previdenciários, seguro-desemprego e abono salarial.

Os trabalhadores se concentraram na Avenida Cruz Cabugá, em frente à sede da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe). Pouco antes das 16h, os trabalhadores saíram em passeata com destino ao Palácio do Campo das Princesas.



Foto: Reprodução / NE10


Participam do ato diversas categorias como Trabalhadores Sem Terra, servidores federais e estaduais, metalúrgicos, policiais civis, metroviários. Oito centrais sindicais marcam presença como a CUT e a União Geral dos Trabalhadores.

O presidente da CUT, Carlos Veras, comemora a adesão dos trabalhadores ao ato. De acordo com ele, isso mostra a insatisfação com relação às medidas em tramitação.



E o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Benilson Custódio, afirma que a volta para a casa deve ser mais tranquila do que a manhã nesta sexta. De acordo com ele, uma frota de 30% a 40% já volta a circular nas ruas.



O ato que deveria terminal no Palácio do Campo das Princesas foi finalizado na frente do Tribunal de Justiça de Pernambuco. Segundo Carlos Veras, a decisão foi em apoio a categorias que estão em greve e têm o direito legal da paralisação negado:

Mais Lidas