ESTELIONATO

Mulher é presa suspeita de se passar por advogada em Paudalho, na Mata Norte de Pernambuco

Mirella Medeiros e Silva é acusada de enganar clientes e cobrar por serviços advocatícios que não cumpria

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 02/06/2015 às 15:58
Leitura:
Foto: Divulgação / Polícia Civil


Uma mulher de 32 anos, que se passava por advogada, foi presa em Paudalho, na Mata Norte de Pernambuco, em cumprimento a um mandado judicial.

Mirella Medeiros e Silva é acusada de estelionato por enganar clientes e cobrar por serviços advocatícios que não cumpria. Ela cobrava um valor mensal para serviços que não executava.

De acordo com investigações, ela chegou a roubar R$ 75 mil de uma das vítimas. Três inquéritos foram instaurados e ela foi encaminhada para a Penitenciária Feminina no Recife.

Mais Lidas