SAÚDE

Com atrasos no repasse de verbas, Hospital Maria Lucinda pode deixar de atender pacientes do SUS

De acordo com funcionários do hospital, os valores atrasados ultrapassam R$ 2 milhões e prejudicam a gestão do centro

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 03/06/2015 às 9:51
Leitura:
Foto: Seabra Neto/Divulgação


Funcionários do Hospital Infantil Maria Luciana, em Parnamirim, na zona norte do recife, realizaram um protesto no estacionamento do hospital na manhã desta quarta-feira (3). Os médicos querem chamar a atenção do poder público para a crise financeira da unidade que tem 86 anos de serviços prestados.

O Hospital Maria Lucinda é administrado pela Fundação Manoel da Silva Almeida e tem 95% dos recursos oriundos dos recursos do SUS, divididos entre recursos das secretarias estadual e municipal de saúde. Os funcionários denunciam que o Governo do Estado não está repassando as verbas destinadas às UTIs e ao Pronto Atendimento em Ortopedia. O valor ultrapassa os R$ 2 milhões.

De acordo com a coordenadora clínica-médica, Fabiana Mendonça, os salários estão atrasados há quatro meses e o atendimento aos usuários do SUS pode ser suspenso a qualquer momento. “Estamos tento dificuldades de pagar nossos fornecedores e os insumos hospitalares estão chegando com dificuldade e atrasados”, lamenta.

Mais Lidas