PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Missa marca saída de estudantes e padres do Seminário de Olinda, que corre risco de desabar

A cerimônia aconteceu no pátio externo da Igreja de Nossa Senhora da Graça, no Sítio Histórico.

Da Rádio Jornal; atualizada às 14h30
Da Rádio Jornal; atualizada às 14h30
Publicado em 05/06/2015 às 10:20
Leitura:
Foto: Lélia Perlim/Rádio Jornal


Na manhã desta sexta-feira (5), o arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, celebrou uma missa para marcar a saída de seminaristas e padres do Seminário de Olinda, após a interdição do espaço em 28 de maio. A cerimônia aconteceu no pátio externo da Igreja de Nossa Senhora da Graça, no Sítio Histórico.

Após a missa, os cerca de 60 seminaristas e padres iniciam a mudança para o Centro Arquidiocesano de Pastoral Dom Vital na Várzea, Zona Oeste do Recife. Eles vão dividir o espaço com estudantes do Seminário Menor Nossa Senhora da Conceição. Dom Fernando Saburido acredita que o objetivo da cerimônia é agradecer pela formação dos padres que passaram pelo espaço e ter esperanças na reestruturação do seminário.

A arquidiocese de Olinda e Recife tem agora sete dias para desocupar o Seminário Nossa Senhora da Graça. O conjunto arquitetônico do Século XVI, que inclui a igreja, apresenta alto risco de desabamento, de acordo com vistorias realizadas pela Defesa Civil de Olinda a pedido do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Com a autorização do órgão, a arquidiocese de Olinda e Recife vai tentar captar R$ 3 milhões para o início das obras emergenciais.

Mais Lidas