CENTRO DO RECIFE

Chineses são presos e milhões de reais em mercadorias são retidos sob suspeita de sonegação de impostos

Sob suspeita de pirataria, quatro comerciantes de origem chinesa foram presos e 2060 produtos apreendidos, entre bolsas, camisas e bermudas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 08/06/2015 às 15:20
Leitura:

Mercadorias no valor estimado de R$ 3,15 milhões foram apreendidas pela Receita Federal e a Secretaria da Fazenda de Pernambuco sob suspeita de fraude no recolhimento de impostos. Os produtos foram retidos depois de aproximadamente 140 diligências realizadas em estabelecimentos comerciais do Centro do Recife, em uma ação que durou um mês.

A operação "Oriente Três”, que teve como objetivo combater a sonegação fiscal e concorrência desleal, contou também com a participação da Polícia Civil, e teve o balanço divulgado nesta segunda-feira (8), na sede da Sefaz, no Bairro de São José.

Sob suspeita de pirataria, quatro comerciantes de origem chinesa foram presos e 2060 produtos apreendidos, entre bolsas, camisas e bermudas. Por outro lado, a Secretaria da Fazenda contabiliza os produtos e notas fiscais apresentados nos 28 pontos de interdição que vão de galpões a galerias comerciais. Se configurada a fraude no pagamento dos impostos, a multa é de 200%.

A chefe da Divisão de Repressão da Receita Federal, Eliene Soares, relata a origem dos produtos apreendidos que vão de óculos e relógios a bolsas e celulares. Segundo o delegado Darlisson Macedo, o contribuinte pode coibir esse tipo de crime pedindo a nota fiscal:

Os chineses, que permanecem recolhidos à disposição da justiça, respondem por associação criminosa, fraude no comércio, crimes contra a propriedade industrial e na relação de consumo.

Mais Lidas