HABITAÇÃO

Moradores reclamam que não receberam assistência após ordem de desapropriação na Muribeca

Nove residências próximas ao Conjunto Residencial Muribeca precisam ser desocupadas para que dois prédios possam ser demolidos sem riscos

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/06/2015 às 9:45
Leitura:

Moradores de nove residências em Muribeca, Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, vão ter que deixar as casas nesta quarta-feira (10). As casas estão localizadas na Rua Armando Tavares e ficam próximas ao Conjunto Residencial Muribeca, onde alguns dos prédios correm risco de desabamento. A saída das casas seria necessária para que as máquinas possam circular e demolir os prédios.

O presidente da Associação de Moradores da Muribeca, João Freitas, alega que a saída dos moradores é arbitrária. “A própria empresa contratada pela Caixa Econômica Federal diz que é possível demolir os números 129 e 155 do conjunto sem demolir as casas”, diz. O grupo já havia protestado em março contra a demolição.

De acordo com os moradores, desde julho de 2014, a Prefeitura notificou que as casas deveriam ser desocupadas, mas não deu qualquer apoio financeiro aos habitantes. Ainda de acordo com João Freitas, o Ministério Público Federal solicitou o pagamento do auxílio moradia. Caso a Prefeitura não realizasse o pagamento, a demolição seria adiada, o que não está acontecendo”, completa.

Mais Lidas