PARCERIA

Secretaria de Saúde e Correios se unem na luta contra a dengue

Em parceria com a Secretaria de Saúde, os Correios vão distribuir 150 mil panfletos e imãs de geladeira informativos

Da Rádio Jornal, com informações de assessoria
Da Rádio Jornal, com informações de assessoria
Publicado em 11/06/2015 às 9:04
Leitura:

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) selou parceria com os Correios para ampliar as ações de combate à dengue no Estado. Nesta quinta-feira (11/06), os carteiros irão às ruas vestindo camisa alusiva à campanha contra o mosquito Aedes aegypti, além de levarem panfletos informativos para distribuir com a população. Cerca de dois mil carteiros e 430 atendentes de agências e unidades de distribuição espalhadas por todos os municípios do Estado participarão desse Dia D contra a dengue.

Também haverá a distribuição de 150 mil panfletos para a população durante as próximas semanas. No material, constam informações sobre os sintomas da dengue e os cuidados para evitar a proliferação do mosquito. As agências ainda ganharão cartazes alusivos à campanha. "Precisamos entrar na casa dos pernambucanos para que o trabalho de combate ao mosquito transmissor da dengue seja efetivo, já que 90% dos criadouros estão nas residências ou no seu entorno. Os Correios vêm somar nessa luta, pelo alcance que essa instituição tem em todos os municípios pernambucanos e pelo contato direto e grande respaldo que os carteiros têm com a população", ressalta o secretário estadual de Saúde, Iran Costa.

"Os Correios também têm em sua missão o engajamento em causas importantes para a população. Nesse combate à dengue, esperamos contribuir para chamar ainda mais a atenção para os cuidados que todos devemos ter", reforça o diretor dos Correios em Pernambuco, Pedro Mota.

DENGUE

Até o dia 30/05, foram notificados 55.404 casos de dengue (14.631 confirmados) em 184 municípios pernambucanos (incluindo Fernando de Noronha – apenas São Benedito do Sul não notificou ainda). Isso representa um aumento de 502,48% em relação às notificações do mesmo período de 2014: foram 9.196 casos suspeitos (3.782 confirmados).

Do total de municípios pernambucanos, 91 estão em situação de risco de surto e 67 em situação de alerta. "Precisamos que todos entendam que não podemos deixar nenhum recipiente com água descoberto. Copo plástico, garrafa, caixa d’água são ambientes ideais para que o mosquito deposite seus ovos. Só fazendo bem o dever de casa conseguiremos reduzir a quantidade de Aedes aegypti circulando e os índices da doença em Pernambuco", frisa a coordenadora do Programa de Controle da Dengue da SES, Claudenice Pontes.

Mais Lidas