Política

Sobre candidatura de Daniel Coelho, Paulo Câmara diz que "2016 só se discute em 2016"

O governador de Pernambuco também comentou o pacote de concessões que inclui a construção do Arco Metropolitano e o projeto do mini Arco

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/06/2015 às 9:17
Leitura:
Foto: Arquivo/JC Imagem


Após o pré-lançamento da candidatura de Daniel Coelho (PSDB) para a Prefeitura do Recife em 2016, o governador Paulo Câmara (PSB) conversou nessa segunda-feira (15) com o comunicador da Rádio Jornal, Geraldo Freire. Sobre as dificuldades, o socialista desconversou afirmando que o ano muito é difícil, no qual os administradores e prefeitos tem que se concentrar para pagar o funcionalismo em dia. Vamos discutir 2016 apenas em 2016”, disse.

Ainda sobre o assunto, o socialista afirmou que está conversando com os partidos que fazem parte de sua base aliada, como é o caso do PSDB. “O debate sobre a eleição de Daniel é muito preeliminar”, completa. Ouça a entrevista completa:

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), se reúne nessa segunda-feira (15), com o ministro da Integração Nacional, Gilberto Ochi, para falar sobre obras que estão paradas no Agreste. No encontro, o governador vai apresentar um plano de ações emergenciais para atender ao Estado até a conclusão da Adutora do Agreste.

Sobre o anúncio das concessões, Paulo Câmara afirmou que são ações importante e que garantem infraestrutura e tecnologia em um momento em que os governos não podem arcar com os custos. Para ele, o Arco Metropolitano é a principal obra inclusa dentro do pacote que atenderá Pernambuco.

De acordo com Paulo Câmara, um outro projeto, o “mini arco” (na área de abreu e lima) é um projeto viável que será realizado pela iniciativa estadual. “Não vou desistir da ideia, os estudos estão prontos”, diz. Após a conclusão de todos os projetos, serão três opções de trajeto entre a área sul e norte da Região Metropolitana.

Sobre a BR-232, Paulo Câmara afirmou que estudos foram lançados agora e ainda não dá para saber quais serão as conclusões finais. O governador acredita que ela deverá ser duplicada dentro do pacote de concessões no trecho que vai de São Caetano, no Agreste do estado, até o distrito de Cruzeiro do Nordeste, no município de Sertânia, no Sertão. Enquanto isso, o trecho que vai até Caruaru, deve ser recapeada e pedagiada.

Mais Lidas