GARANHUNS

Família de mulher desaparecida há um mês ainda tem esperanças de encontrá-la com vida

Patrícia Pereira da Silva foi vista pela última vez indo para a casa da avó; seu marido é o maior suspeito do desaparecimento

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/06/2015 às 11:48
Leitura:
Foto: Rafael Carneiro / Rádio Jornal

A família da doméstica Patrícia Pereira da Silva, de 31 anos, desaparecida há um mês em Garanhuns, no Agreste do Estado, ainda tem esperança de vê-la novamente. A vítima foi vista pela última vez indo para uma parada de ônibus, onde iria para a casa da sua avó.

A delegada da mulher em Garanhuns, Débora Bandeira, já ouviu 20 pessoas e investiga o marido da vítima, o caminhoneiro José Cláudio Marques da Silva, maior suspeito do crime, que também está desaparecido.

Nos últimos anos, o casal registrou muitas brigas. A mãe de Patrícia falou que José Cláudio já foi preso, mas foi solto após pagar fiança e a vítima retirar as acusações contra ele, alegando que ele "havia mudado". Ela desapareceu semanas depois.

O prazo de trinta dias para o fim da investigação se aproxima, e outros trinta dias podem ser solicitados pelo órgão competente. Confira matéria completa na voz de Rafael Carneiro, para a Rádio Jornal:

Mais Lidas