INFÂNCIA

Entenda como a depressão pode afetar o comportamento das crianças e causar distúrbios alimentares

Clarissa Siqueira conversa com o endocrinologista Francisco Bandeira e com o psicólogo Sylvio Ferreira sobre diagnóstico e tratamento dos pequenos

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/06/2015 às 11:19
Leitura:
Foto: reprodução/internet


A depressão se diferencia da tristeza profunda pela sua gravidade. Em crianças, o diagnótico é ainda mais delicado e difícil, pois muitas delas acreditam que o sentimento depressivo faz parte da personalidade. Para os pais, apenas a suspeita de que o filho pode estar em depressão, já causa dor.

Para tratar sobre o tema, a jornalista Clarissa Siqueira conversou com o endocrinologista Francisco Bandeira e com o psicólogo Sylvio Ferreira. Os especialistas também comentaram sobre a possibilidade de herança genética na depressão, além de debaterem os riscos da doença causar distúrbios alimentares como a anorexia, a bulimia e outras síndromes, como a Síndrome de Cotard, uma síndrome rara de fundo psicológico onde a pessoa acredita estar morta, não reagindo a estímulos exteriores nem a outras pessoas.

Na coluna "Muito prazer", a psicóloga Silvana Melo abordou as dificuldades de levar uma vida sexual saudável quando se tem depressão. Ouça programa na íntegra:

Mais Lidas