ENTREVISTA

Liderança do Sport no Campeonato Brasileiro 2015 não é surpresa para Juninho Pernambucano

Em entrevista ao repórter João Vitor, ex-jogador fala do equilíbrio entre os times e acredita numa boa campanha do Sport

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/06/2015 às 15:00
Leitura:

Foto: Chico Porto / JC Imagem

O ex-jogador e comentarista de futebol, Juninho Pernambucano, conversou com o repórter João Vitor no programa O assunto é – Primeiro Tempo, nesta segunda-feira (22), sobre o bom momento do time do Sport, atual líder no Campeonato Brasileiro de 2015. Juninho comentou não estar surpreso com o resultado e diz que Sport colhe os frutos após alguns investimentos: na construção de centro de treinamento, na atenção aos jogadores de base e na manutenção do treinador e de jogadores importantes.

Juninho Pernambucano citou também o atual equilíbrio entre os times no campeonato brasileiro, mesmo com alguns times com maior poder econômico para fazer mais contratações, e ressaltou a importância da gestão do clube. “Se manter entre os primeiros no campeonato de pontos corridos com 38 rodadas é bem difícil, mas eu acho que o time tem capacidade pra isso”, afirma o ex-jogador.

Sobre o jogo entre Sport e Vasco no último sábado (20), Juninho falou sobre a substituição do goleiro Magrão e a boa entrada do Danilo na posição. Apesar do equilíbrio do time, ele entende que não foi um grande jogo. “Foi o jogo que o Sport caiu mais de produção, mas mostrou força tendo vencido em casa”, afirmou. O ex-jogador pernambucano mencionou ainda a importância de vencer em casa e fora de casa, para manter o ganho de pontos nesta fase.

Com relação a especulações do nome de Eduardo Batista, atual técnico do Sport, sempre que se fala da saída de algum treinador do eixo Rio/SP, Juninho entende que o atual treinador tem um bom contrato e condições de trabalho, além da confiança da torcida e da direção: “Acho ele pode ser procurado, pois quando há um destaque naturalmente existe o interesse de quem tem condição de oferecer um novo contrato. Mas hoje não é fácil tirar o Eduardo do Sport. Esse crescimento fora de campo também do clube, faz com que ele consiga guardar certas peças importantes, entre elas o treinador”, concluiu.

A torcida do ex-jogador Juninho Pernambucano é para que o time tenha confiança e acredite que qualquer diferença para outros times anos atrás não exista mais.

Confira a entrevista com ex-jogador na íntegra:

Mais Lidas