VIOLÊNCIA

Sequestro, estupro e espancamento de três pessoas na Paraíba termina em morte em Pernambuco

Uma mulher morreu após ser sequestrada na Paraíba e estuprada e espancada em Goiana. A sobrevivente não tem previsão de alta

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/06/2015 às 8:07
Leitura:
Imagem: reprodução/Blog Anderson Pereira


No fim da tarde desse sábado (20), duas mulheres e uma criança foram assaltadas, raptadas, amarradas na Paraíba. As vítimas foram levadas para Goiana (PE) e as mulheres foram estupradas e espancadas. A violência resultou na morte de uma delas e a outra está internada em estado grave.

A enfermeira Caroline Félix Figueira, de 31 anos, voltava para casa após uma festa junina infantil em um bairro de área nobre de João Pessoa e pegou carona com a amiga, Glória da Silva, de 42 anos. O carro foi parado por dois homens em uma moto e elas foram levadas para um canavial em Goiana, a usina Santa Teresa fica nas imediações da fábrica da Fiat, a duzentos metros da BR-101.

As duas mulheres foram estupradas e atropeladas pelo próprio carro. A criança foi amarrada e jogada no mato. Elas foram encontradas na manhã do domingo (21) por trabalhadores rurais e vigilantes da usina. Glória da Silva, de 42 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Já a mais jovem, Caroline Félix, foi levada com politraumatismo ao Hospital Miguel Arraes, em Paulista, e não corre risco de morte. A criança de 9 meses de idade foi encaminhada ao Hospital Belarmino Correia, em Goiana, e já recebeu alta.

O corpo de Glória da Silva deve ser liberado do IML ainda nessa segunda-feira (22). Os suspeitos e o carro da vítima estão sendo procurados pela polícia dos dois estados. O cabo Edson Santos, do segundo batalhão da Polícia Militar de Pernambuco, explica os procedimentos adotados ao encontrar as vítimas:

A mulher sobrevivente já foi submetida a exames sexológicos e segue internada. O delegado da divisão de homicídios de Goiana, Pablo de Carvalho, diz que o caso está sendo mantido em sigilo e que as investigações são feitas em conjunto com a PM da Paraíba:

Mais violência contra a mulher

Uma mulher foi encontrada morta em um barranco próximo de um campo de futebol na Cidade Tabajara, em Olinda. O corpo de Edvânia Paulino da Silva, de 27 anos, foi encontrado sem roupa e espancado, sobretudo no rosto. Ao lado do corpo, uma cueca e um preservativo usado, o que indica violência sexual.

Também foram encontrados ao lado da mulher, os documentos dela e um carregador de celular. O primeiro sargento da PM, Ualisson Ramos, diz que a vítima não teve chances de sobreviver:

Na manhã desta segunda-feira (22) o repórter Rafael Carneiro trouxe mais informações sobre o caso, entre elas a mudança de delegado e a espera para a liberação do corpo da vítima fatal, Glória Silva. Confira:

Mais Lidas