DIRETO DE BRASÍLIA

Financiamento de campanha do PT continua causando polêmicas no senado

Mesmo abrindo espaço para corrupção e desvio de dinheiro, o financiamento de campanha não foi vetado pelo plenário

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/06/2015 às 8:03
Leitura:

Nos Estados Unidos, a presidente Dilma Rousseff comparou as doações para sua campanha, que recebeu do dono da empresa UTC, Eduardo Pessoa, aos recursos que foram repassados ao candidato Aécio Neves, do PSDB. Ela afirmou, ainda, que nunca se encontrou com Eduardo Pessoa.

Em depoimento à Justiça Federal, o empresário assinou acordo de delação premiada para contar tudo o que sabe sobre o clube de empreiteiras que montou um esquema de corrupção para desviar dinheiro da Petrobrás.

Para o líder da oposição no Senado, Álvaro Dias (PSDB-PR), é necessário separar o que é doação legal, registrada na justiça eleitoral, e o que é propina travestida de doação: "É preciso distinguir o que é esperteza para transformar propina em doação para propaganda eleitoral", disse.

Confira o comentário diário de Romoaldo de Souza, repórter da Rádio Jornal em Brasília, publicado no Redator de Plantão desta terça-feira (30). O programa é transmitido da segunda ao sábado, das 6h às 6h45:

Mais Lidas