SAÚDE

Hospital da Restauração regristra aumento de 12% no número de queimados durante período junino

No período junino, de 1 a 30 de junho, 49 pessoas deram entrada no centro, sendo 30 delas adultas.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 01/07/2015 às 12:02
Leitura:

O Centro de Tratamento de Queimados do Hospital da Restauração, localizado no Derby, área central do Recife, registrou um aumento de quase 12% no número número de vítimas de queimaduras graves causadas por fogos e fogueiras em relação ao ano passado. No período junino, de 1 a 30 de junho, 49 pessoas deram entrada no centro, sendo 30 delas adultas.

De acordo com o chefe do setor de queimados, Marcos Barreto, a diferença deste ano para os anos anteriores é que em 2015 foram registradas menos casos graves com crianças do que em adultos. o médico explica que a maior parte das pessoas tentou acender fogueiras com combustíveis. "Tivemos um paciente paraplégico que colocou umas bombas no colo. Se fosse um pouco mais profundo, ele poderia ter tido uma lesão fomoral e morrido no local. Tivemos cados de crianças que perderam três dedos da mão direita e até um caso de um homem que caiu dentro da fogueira quando tentava tirar uma selfie", afirma.

O Hospital da Restauração possui um dos maiores centros de tratamento de quimaduras do Brasil, ao lado de duas unidades que ficam na Bahia e em Minas Gerais. Porém, atualmente, 16 pessoas estão na emergência aguardando que uma das 40 vagas do setor seja liberada. O cirurgião Marcos Barreto afirma ainda que nenhum óbito em decorrência das queimaduras. Saiba mais na reportagem de Lélia Perlim:

Mais Lidas