OLINDA

Grito por justiça marca sepultamento da garota de 14 anos encontrada morta no Canal Lava Tripas

Um grupo decidiu protestar e interditou um trecho da Estrada do Caenga em Águas Cumpridas, próximo ao cemitério.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/07/2015 às 7:25
Leitura:

Sandy Evellyn Costa Bezerra cursava o 9º ano do ensino fundamental da Escola Estadual Joaquim Nabuco. A adolescente saiu de casa em Aguazinha, Olinda, no sábado (3) com destino a uma igreja evangélica no bairro de Caixa D’água quando desapareceu. O corpo da estudante foi encontrado no dia seguinte num matagal no Canal Lava Tripas, em Sapucaia, Olinda.

No enterro, realizado nessa segunda-feira (6), o sentimento compartilhado entre parentes e amigos era de revolta e tristeza. Um grupo decidiu protestar e interditou um trecho da Estrada do Caenga em Águas Cumpridas, próximo ao cemitério.

O delegado Gilberto Loyo da 9ª Delegacia de Homicídios da Metropolitana Norte investiga o caso, mas, por enquanto, não há suspeitos. Resignada, a avó da adolescente, Maria José da Silva, diz que a morte com características de violência não pode ficar impune:

Mais Lidas