DIRETO DE BRASÍLIA

Confira algumas das propostas do texto básico da reforma política, aprovada pela Câmara

O texto deve ser enviado ao Senado e precisa ser aprovado até o dia 30 de setembro para entrar em vigor nas eleições de 2016

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/07/2015 às 8:01
Leitura:

A Câmara dos Deputados aprovou nessa quinta-feira (9) o texto básico da reforma política, que limita gastos em campanha, determina valor máximos de doações, proíbe que empresas que estejam executando obras públicas financiem campanhas no mesmo local do contrato.

Além dessas mudanças, os deputados reduziram a campanha eleitoral de 90 para 45 dias e diminuíram o tempo de propaganda eleitoral na televisão, que é de 45 dias e seria de 35. Uma das medidas mais polêmicas defendidas pelo relator, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) é a que impede a participação de candidatos a prefeito, senador ou presidente da república com partidos com mais de dez deputados na câmara federal nos debates.

O projeto também cria um teto de R$ 20 milhões como gasto máximo de uma empresa para financiamento de campanhas eleitorais. As propagandas de rádio e TV não poderão se valer de peças espetaculares, reduzindo o apoio de artistas aos candidatos e proibindo o uso de efeitos especiais, cenas externas, truques de computação gráfica e desenhos animados.

Os deputados terão de terminar a votação da proposta de reforma política na semana que vem, para que o texto seja encaminhado para análise dos senadores. Para entrar em vigor nas próximas eleições municipais, essas medidas precisam ser aprovadas até o dia 30 de setembro. Confira o comentário diário de Romoaldo de Souza, repórter da Rádio Jornal em Brasília, publicado no Redator de Plantão desta sexta-feira (10). O programa é transmitido da segunda ao sábado, das 6h às 6h45:

Mais Lidas