JULGAMENTO

Tenente da PM que comandou ação durante carnaval de 2006, em que dois adolescentes foram mortos, vai a júri popular

Dos quatro policiais envolvidos que foram julgados, um deles foi absolvido e os outros condenados a 96 anos de prisão, cada um

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 14/07/2015 às 15:36
Leitura:
Foto: acervo JC Imagem


O resultado do julgamento do tenente da PM, Sebastião Antônio Félix, só deve ser conhecido nesta quarta-feira (15). O oficial é acusado de comandar uma operação policial durante o carnaval de 2006, em que 13 adolescentes foram obrigados a pular no Rio Capibaribe. Duas vítimas faleceram por afogamento.

O júri popular, presidido pela Juíza Fernanda Moura da 1ª Vara do Recife teve início nessa terça-feira (14), no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, na Ilha Joana Bezerra, na área central do Recife.

Havia expectativa que as testemunhas fossem dispensadas, uma vez que elas já foram ouvidas no julgamento de outros quatro PMs, ocorrido em maio deste ano. Mas, a defesa do réu solicitou novo depoimento das nove vítimas. O início do júri acabou atrasando, visto que três das testemunhas não estavam no tribunal no momento da audiência.

Dos quatro policiais envolvidos que foram julgados, um deles foi absolvido e os outros condenados a 96 anos de prisão, cada um. O promotor do caso, André Rabelo, conversou com a repórter Lélia Perlim e disse que as provas existentes são suficientes para condenação do tenente. Já o advogado de defesa Rafael Fonseca alegou que o tenente não pode ser responsabilizado pela conduta dos profissionais que chefiou na época.

Mãe de um dos adolescentes mortos, Zineide Souza falou que espera que o tenente também seja condenado pelo crime.

Mais Lidas