PROGRAMAÇÃO

Operação Lava Jato é destaque no Passando A Limpo

O advogado José Paulo Cavalcanti falou com a bancada do Passando a Limpo sobre a nova fase da operação

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/07/2015 às 10:23
Leitura:

O Passando A Limpo desta quarta-feira (15) trouxe como destaque a nova fase da Operação Lava Jato. O advogado José Paulo Cavalcanti Filho falou com o comunicador Geraldo Freire e com a bancada do programa sobre as apreensões de documentos e até mesmo de carros de alguns senadores e deputados.

O doutor explicou que quem conduz a investigação é a Polícia Federal e o Ministério Público, assim, a presença do Juiz é passiva, apenas para despachar requerimentos da PF e do MP. Ele explicou, ainda, que a acusação feita por alguns senadores de que há um regulamento - instituido no fim de 2014 pelo presidente do Senado Renan Calheiros - que diz que os imóveis do Senado só podem ser acessados pela políica legislativa, e não pela Polícia Federal.

José Paulo afirmou, ainda, que em nenhum lugar do mundo além do Brasil um senador tem sua moradia paga pelo governo, e que isso é absurdo, já que Collor já tem outro apartamento em Brasília: "O Presidente do Senado devia ser processado por entregar um apartamento a Collor que ele não precisa, porque ele não vai morar em dois lugares", disse.

Questionado sobre a tomada dos veículos do Senador, estimados em R$ 3 milhões, o advogado lembrou que isso não é contra a lei e que pode ser feito se a PF tiver considerado o risco de que Collor não tenha recursos para pagar as dívidas futuras, e que isso pode acontecer com qualquer cidadão que deva ao Imposto de Renda.

Confira a entrevista completa com José Paulo Cavalcanti:

Confira o Passando A Limpo desta quarta-feira na íntegra:

Mais Lidas