ÔNIBUS

Mesmo com o fim da greve dos rodoviários, passageiros sofrem com condições do transporte em terminais do Recife

Os passageiros reclamaram dos velhos problemas do local, que vão desde o grande intervalo entre um ônibus e outro até a superlotação dos coletivos

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 16/07/2015 às 14:36
Leitura:
Foto: Roberta Soares / JC


Mais de 2 milhões de passageiros voltam à rotina na Região Metropolitana do Recife, nesta quinta-feira (16), com o fim da greve dos rodoviários, determinado após a votação do dissídio da categoria nessa quarta. Na capital, o fluxo de pessoas foi pequeno nas paradas de ônibus, por causa do feriado de Nossa Senhora do Carmo. Apesar disso, muitos passageiros que seguiam para Olinda, circularam no Terminal Integrado Joana Bezerra, na área central. Os passageiros reclamaram dos velhos problemas do local, que vão desde o grande intervalo entre um ônibus e outro até a superlotação dos coletivos.



Foto: Roberta Soares / JC


Para os rodoviários, os reajustes no vale-refeição, de 59,57%, e no salário, de 12%, significaram uma vitória. Mas, alguns trabalhadores estão receosos, uma vez que o Sindicato das Empresas de Ônibus (Urbana-PE), ainda pode recorrer da decisão tomada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região.

Com o reajuste estipulado pelo TRT, os motoristas passam a receber R$ 1.976, os cobradores R$ 909 e os fiscais R$ 1.277 reais. O tribunal ainda votou pela legalidade dos dois dias de greve dos rodoviários.

LEIA MAIS
Rodoviários da RMR voltam ao trabalho após justiça determinar reajuste de 12% nos salários

Mais Lidas