ESPECIAL

Rádio Jornal brilha e é a única representante de Pernambuco na final do Prêmio MPT de Jornalismo

A emissora foi a escolhida do Nordeste para a etapa final. A série escolhida “O trabalhador na berlinda: os dilemas da terceirização em Pernambuco”, assinada por Rafael Souza, Luiza Falcão, Ismaela Silva e Natália Hermosa, Carlos Morais e Evandro Chaves

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 16/07/2015 às 6:36
Leitura:


A Rádio Jornal a representante de Pernambuco na final nacional do Prêmio MPT de Jornalismo 2015, realizado pelo Ministério Público do Trabalho. O concurso premia reportagens especiais e investigativas que tratassem sobre fraudes nas relações de trabalho, trabalho escravo e trabalho infantil, discriminação de gênero, cor e pessoas com deficiência; promoção da liberdade sindical, trabalho portuário e aquaviário e irregularidades trabalhistas na administração pública. A emissora foi a escolhida do Nordeste para a etapa final.

O trabalho escolhido foi o especial “O trabalhador na berlinda: os dilemas da terceirização em Pernambuco”, exibido entre os dias 30 de abril e 1º de maio. A reportagem teve produção e reportagem de Rafael Souza, Luiza Falcão, Ismaela Silva e Natália Hermosa; coordenação de Carlos Morais e trabalhos técnicos de Evandro Chaves.

Ao todo, 250 trabalhos de todo o País foram inscritos nas categorias radiojornalismo, jornal impresso, revista impressa, telejornalismo, webjornalismo, fotojornalismo, repórter cinematográfico e estudante universitário. A cerimônia de premiação está marcada o dia 14 de agosto em Brasília.

Veja a lista completa dos finalistas clicando aqui. Confira aqui as reportagens escolhidas: "Em Pernambuco, tendinite, depressão e síndrome do pânico cercam a rotina dos terceirizados" e "Em Pernambuco, empresas públicas empregam 65% dos terceirizados de limpeza e conservação".

Mais Lidas