INVESTIGAÇÕES

Polícia conclui que assassinato de tia e sobrinha de 3 anos foi um crime premeditado

Washington Gusmão Ferraz Júnior, Eudes Luís do Santos e Maria do Socorro Oliveira,foram indiciados por duplo homicídio qualificado, tentativa de homicídio e ocultação de cadáver

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 21/07/2015 às 6:38
Leitura:

A tragédia chocou moradores do bairro de Pau Amarelo, em Paulista, no começo deste mês. Washington Gusmão Ferraz Júnior, de 33 anos, invadiu uma residência matou a facadas uma mulher, feriu outra e raptou a sobrinha, que foi espancada e asfixiada até a morte.

O corpo da pequena Hilda Beatriz foi encontrado na residência do casal Eudes Luís do Santos, de 40 anos e Maria do Socorro Oliveira, de 43 anos. Os três suspeitos estão presos.

O trio foi indiciado por duplo homicídio qualificado, tentativa de homicídio e ocultação de cadáver. A polícia suspeita de um ritual de magia, já que um altar com duas bonecas de pano foram encontrados na casa de um deles.

O delegado responsável pelo caso, Saltiel Patrício, diz que não há nenhum indício de que o assassino seja esquizofrênico. Ouça:

Mais Lidas