CARUARU

Na capital do forró, voto de Nino do Rap é decisivo para mudança na Feira da Sulanca

O projeto foi aprovado na Câmara de Vereadores com 16 votos a favor e sete contra. Caso fosse reprovado, projeto só seria votado em 2017

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 31/07/2015 às 11:59
Leitura:
Foto: JC Imagem


Historicamente alojados na Praça 12 de Março, os pequenos comerciantes da Feira da Sulanca vão trabalhar futuramente em outro ponto da cidade. A área com 60 hectares fica na BR-104, no sentido Toritama, e próximos do Hospital Mestre Vitalino e do Autódromo. Saiba mais na reportagem de Núbia Silva:

O novo espaço foi pensado nos moldes do Moda Center em Toritama. Serão 10.776 boxes de alvenaria, cada um com 4,20 m². O estacionamento terá 500 vagas para ônibus e 4.532 para carros de passeio.

Na primeira votação, que aconteceu na última terça-feira (28), o projeto do executivo foi reprovado por um voto. Dos votantes, 15 eram a favor, 7 eram contra e um se absteve da decisão. Se a matéria fosse reprovada novamente, a proposta só poderia ser discutida na próxima legislatura, a partir de 2017.

No entanto, a transferência da Feira da Sulanca foi aprovada com a votação mínima de dezesseis votos favoráveis. O vereador Nino do Rap (DEM) mudou de opinião, o que irritou e muito os criticos da proposta da mudança. De acordo com ele, as ameaças sofridas o incentivaram a alterar o voto. Os derrotados ameaçam ir a justiça para anular a sessão da Câmara de Vereadores de Caruaru desta quinta-feira.

O correligionário de partido Antônio Carlos estranhou a “vira casaca” do colega motivada por ameaças. O vereador conhecido como Carlinhos da Ceaca desmentiu a informação de que os valores dos lotes circular em torno de R$ 27 mil. “Quando o condomínio for à construção, vai reunir todos os sulanqueiros e associações para negociar preço”, disse.

Mais Lidas