VIOLÊNCIA

SDS se pronunciará sobre morte de policial militar no bairro de Areias

Um dos suspeitos foi preso nessa quinta-feira (7), em Dois Irmãos

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/08/2015 às 6:15
Leitura:
Foto: Arquivo pessoal

A polícia segue em diligências no intuito de prender o segundo envolvido no assassinato do soldado da PM Marcilio Ferreira Xavier, de 32 anos, morto com um tiro na cabeça enquanto trabalhava no bairro de Areias, Zona Oeste do Recife, na noite da última quarta-feira (5). O outro suspeito foi preso na tarde dessa quinta (6) no bairro de Dois Irmãos, na Zona Norte, quando se preparava para fugir em um taxi.

E a SDS vai se pronunciar na manhã desta sexta sobre a morte do Policial Militar Marcílio Ferreira Xavier, e a prisão do suspeito pelo latrocínio.

Carlos Eduardo Carvalho e Silva, de 22 anos, é apontado como o autor do disparo que matou o PM. Carlinhos, como é mais conhecido, cumpre regime semi-aberto desde maio por tráfico de drogas e teria praticado o crime para roubar a arma do militar, que seria vendida a um presidiário.

Na chegada ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) no Cordeiro, Carlos Eduardo negou aos jornalistas o envolvimento no homicídio do policial.

Apesar da negativa, o sargento do Gati do 12º Batalhão, Fábio Rio Tinto, detalha a participação do suspeito no crime e o momento da prisão. "Através de informações do serviço reservado do 12º BPM uma operação conjunta com o 13º foi levantado o itinerário que esse indivíduo estaria fazendo para se evadir até mesmo aqui do Estado", explicou o sargento.

Confira os detalhes na reportagem de Lélia Perlim:

Depois da prisão, os policiais foram com Carlinhos até a casa dele na comunidade do Iraque, na Vila Tamandaré, onde encontraram 31 big bigs de maconha e onze munições ponto quarenta de uso restrito militar.

O depoimento do suspeito foi colhido pelo titular da quarta delegacia de homicídios, delegado João Paulo de Andrade. O soldado da PM foi morto no mesmo dia em que a Secretaria de Defesa Social divulgou aumento no número de homicídios no estado.

Mais Lidas