SAUDADE

Cemitério de Santo Amaro se preparou para receber visitantes nos túmulos de Eduardo e Arraes

Hoje, morte de ex-governador Miguel Arraes completa 10 anos

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 13/08/2015 às 9:08
Leitura:
Foto: Clarissa Siqueira/ Rádio Jornal


Um ano depois da morte do ex-governador Eduardo Campos e dez anos do também ex-governador Miguel Arraes, avô de Eduardo, o cemitério de Santo Amaro, na área central do Recife, se preparou para receber familiares, amigos e admiradores dos políticos.

Nesta manhã, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e o prefeito do Recife, Geraldo Julio, foram juntos ao cemitério visitar o túmulo. Emocionados, ambos resumiram em poucas palavras a trajetória e a importância de Eduardo e de Arraes para Pernambuco.

Confira os detalhes na matéria de Clarissa Siqueira:

O ex-governador Miguel Arraes, popularmente chamado de “Pai Arraia”, faleceu aos 89 anos, em decorrência de uma infecção respiratória. Miguel Arraes governou Pernambuco três vezes, foi prefeito do recife, deputado federal e chegou a viver exilado na Argélia, por 14 anos, durante a ditadura militar no Brasil.

Foto: Acervo JC Imagem

Filiado ao PSB, Arraes foi um dos ícones do movimento de esquerda no Brasil e da defesa do homem do campo. O político, que completaria 100 anos, em 2016, será tema do desfile da escola de samba “Unidos de Vila Isabel”, do Rio de Janeiro, no próximo carnaval.

O enredo da escola carioca se chama “Memória do Pai Arraia – Um Sonho Pernambucano, Um Legado Brasileiro”. O cantor Martinho da Vila, integrante da escola, falou da decisão em homenagear o político pernambucano:

O tema foi apresentado, nessa quarta-feira (12), em Olinda, com a presença do carnavalesco, responsável pelo desfile, Alex de Souza, e da diretoria da Vila Isabel.

Mais Lidas