É NORMAL

Neurologista explica o que leva uma pessoa a ser canhota

Entrevista foi ao ar no Passando a Limpo de hoje

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 13/08/2015 às 11:42
Leitura:

Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, é canhoto
Foto: RON SACHS/ POOL/ EPA

O dia 13 de agosto é o Dia do Canhoto, quando a pessoa utiliza o lado esquerdo ao invés do direito para executar atividades. Sobre a condição, o Passando a Limpo ouviu o neurocirurgião e neurologista, Glaucio Veras. “O cérebro é dividido em dois: o lado direito coordena o lado esquerdo e o lado esquerdo coordena o lado direito do corpo. Os canhotos são uma minoria por uma questão genética. Acontece que essa pessoa passa a ter uma coordenação maior do hemisfério cerebral direito sobre o lado esquerdo do corpo”, explicou o especialista.

O neurologista falou ainda sobre a evolução sociológica dos canhotos, que sofreram muito preconceito no passado. Inclusive, doutor Glaucio lembra que quando criança tinha predisposição a ser canhoto, mas, por conta de repressão na escola, passou a exercitar o lado direito. Hoje em dia, ele é o que chamam de ambidestro, quando a pessoa tem controle sobre os dois lados. “Quando eu estou operando eu uso muito bem a mão esquerda sem problemas”, comentou.

Ele apontou ainda que forçar o lado esquerdo, se você for destro, faz bem ao cérebro.

No Passando a Limpo, também foi ouvido o deputado e delegado Antonio Morais conversa com Geraldo Freire sobre caso de menor envolvido em assassinato de professor no Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, que foi liberado.

Confira a entrevista com o médico na primeira parte do programa e a entrevista com o delegado no início da segunda parte:

Mais Lidas