INVESTIGAÇÃO

Polícia Civil entrega caso de PM morto na Mustardinha até a próxima sexta-feira (21)

No dia do crime, o PM tinha oferecido cem reais em troca de relações sexuais e, em uma discussão, a vida da vítima foi retirada com um disparo de Ponto 40

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 19/08/2015 às 13:21
Leitura:
Foto: Reprodução/TV Jornal


Para a Polícia Civil, o cabo da PM, Rosenildo Pereira Dantas, de 45 anos, foi morto em casa, na Mustardinha, Região Sudoeste do Recife, com um disparo efetuado pela própria pistola. Laudos periciais concluíram a participação de um vizinho ex-presidiário, Jeferson Gomes da Silva, de 21 anos. Um exame balístico identificou impressões digitais no local do crime e na arma encontrada, pela polícia, com o jovem.

O titular da 4ª Delegacia de Homicídios, João Paulo de Andrade, esclareceu a motivação do suspeito.



No dia do crime, o PM tinha oferecido cem reais em troca de relações sexuais e, em uma discussão, a vida da vítima foi retirada com um disparo de Ponto 40. A investigação esclareceu que os envolvidos já tinham se encontrado em mais duas oportunidades. Jeferson já havia sido preso em flagrante por porte ilegal de arma de uso restrito, na casa da esposa, e foi encaminhado para o Cotel.

O inquérito aguarda o resultado de um exame de DNA no veículo do PM, levado por Jeferson após o crime. Computador, celular e três carregadores de pistolas também foram roubados.

Até a próxima sexta-feira (21), o caso vai ser repassado à justiça. O ex-presidiário também vai ser indiciado por latrocínio, que é roubo seguido de morte.

Mais Lidas