MISTÉRIO

Família de pernambucano encontrado morto na Inglaterra pede ajuda ao Governo Federal

O corpo do estudante de design Ivson Nunes, de 26 anos, foi encontrado no campus da universidade

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 20/08/2015 às 6:32
Leitura:
Ivson estava na Inglaterra pelo programa Ciências Sem Fronteiras
Foto: Reprodução Facebook

A família de um pernambucano encontrado morto no campus de uma universidade na Inglaterra pede ajuda ao Governo Federal. Ivson Nunes tinha 26 anos, era de Gravatá no Agreste e cursava design pela UFPE. O estudante estava prestes a retornar ao Brasil após um ano de intercâmbio pelo programa Ciências Sem Fronteiras, do Ministério da Educação.

Ivson foi encontrado sem vida no último domingo (16) dentro do alojamento do campus da Universidade de Lincoln. O local fica cerca de 230 quilômetros do centro de Londres. O laudo oficial sobre a causa da morte do pernambucano ainda não foi divulgado pela polícia da Inglaterra.

Enquanto isso, cresce o sofrimento dos parentes que prometem fazer um enterro digno para o universitário. A advogada da família vai analisar o contrato do seguro de vida do jovem bolsista do Ciências Sem Fronteiras.

Marília Nunes, amiga de Ivson afirma que é injusto a mãe não ter o direito de se despedir do filho esforçado e querido:


O Itamaraty e o Consulado do Brasil na Inglaterra aguardam uma posição do seguro de vida do jovem para solicitar os documentos necessários para o translado do corpo. Por meio de nota, o Consulado Geral em Londres informou que o Itamaraty tem mantido contato com a família do brasileiro e com as autoridades locais e vai prestar assistência à família de Ivson.

A Universidade Federal de Pernambuco lamentou a morte do estudante. As investigações do caso vão ficar sob responsabilidade da polícia britânica. O laudo oficial com a causa da morte só deve ser divulgado em dois meses.

Confira outros detalhes na reportagem de Stephanie Männicke:

Mais Lidas