SAÚDE

Problemas no atendimento e falta de ambulâncias prejudicam pacientes do Hospital Agamenon Magalhães

Os funcionários alegam que estão sem receber os salários há três meses

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/08/2015 às 21:28
Leitura:
Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem


Motoristas de ambulâncias dos hospitais Agamenon Magalhães, Getúlio Vargas e Restauração, no Recife, ficaram sem atender os pacientes das unidades de saúde neste sábado (22). Desde sexta-feira (21), os motoristas, que trabalham para uma empresa terceirizada prestadora de serviço do Governo do Estado, paralisaram as atividades.

Os funcionários alegam que estão sem receber os salários há três meses. No Hospital Agamenon Magalhães, além da falta de ambulâncias, os pacientes da emergência cardiológica sofrem com a superlotação e a demora no atendimento.

Na segunda-feira (24), os terceirizados, que trabalham na rede estadual de saúde, prometem fazer um protesto às 8h em frente à sede da Secretaria Estadual de Saúde, no bairro do Bongi, Zona Oeste do Recife.

Confira outros detalhes na reportagem de Pedro Souza:



Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) se posicionou sobre o caso. Confira:

A direção do Hospital Agamenon Magalhães reconhece a alta demanda de pacientes na emergência cardiológica da unidade, contudo, reforça que realiza os atendimentos de todos ou, quando necessário, faz o encaminhamento para outros serviços de referência.

A direção da unidade já está otimizando exames e procedimentos para agilizar as altas médicas e em contato com a Central de Regulação para que, quando necessário, não sejam feitos encaminhamentos para o local.

A SES informa, ainda, que vem dialogando com os servidores e não tem medido esforços para regularizar os repasses às empresas terceirizadas que prestam serviço à rede estadual.

Mais Lidas