AJUDA

Após um ano do incêndio, Movimento Pró-Criança atende número maior de crianças

Prédio foi parcialmente destruído pelas chamas, mas prejuízo material chegou a R$4 milhões

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/08/2015 às 6:13
Leitura:
Foto: Edmar Melo/ JC Imagem

Um ano depois do incêndio que destruiu prédio, Movimento Pró-Criança atende número maior de crianças, nos Coelhos. Ninguém ficou ferido no dia 25 de agosto, mas o prejuízo material chegou a R$4 milhões.

Com muito esforço, o trabalho foi retomado na área central do Recife e mantido no bairro do Recife e em Piedade em Jaboatão. Duas mil e duzentas crianças em situação de vulnerabilidade social tem a chance de concretizar sonhos.

Para manter as atividades, o Movimento Pró-Criança busca empresas parceiras e voluntários. A ajuda financeira prometida pelo Governo do Estado dias depois do incêndio não chegou a conta do “MPC”. Cerca de 370 mil colaboradores ajudam financeiramente a instituição nas contas de energia elétrica e água.

Antônio Vicente Junior, secretário executivo do movimento pró-criança afirma que o trabalho segue:

Mais Lidas