FEMINICÍDIO

Assassinato de aposentada pelo ex-genro revolta moradores de Caruaru

Idosa de 79 anos foi morta porque José Edilson não aceitava fim do relacionamento com a filha da vítima

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/08/2015 às 7:22
Leitura:

Vítima vivia em residência humilde
Foto: Blog do Elisberto Costa

Os moradores de Caruaru, no Agreste, ficaram revoltados após uma aposentada de 79 anos ser assassinada pelo ex-genro, no sábado (22). O crime num imóvel humilde da rua Alexandrino de Alencar no bairro do Salgado atraiu muitos curiosos.

Marliete Antônia Águeda foi morta a pauladas, facadas e pedradas pelo ex-presidiário José Edilson da Silva Oliveira. O reeducando de 25 anos morava com vítima. A filha de Marliete, Jaqueline Maria, disse que já não se relacionava com o homem havia mais de um ano.

Ele confessou o crime e a polícia confirma a versão de que a idosa foi morta porque a filha dela arrumou outro companheiro. Jaqueline Maria, filha da vítima e ex-mulher do acusado não se contém em tamanha tristeza com a tragédia. Ela disse que pediu para a mãe expulsar José Edilson de casa, mas a idosa confiava no ex-genro:

Edilson acabou preso minutos depois do brutal homicídio.

Mais Lidas