SEM SUCESSO

Mesmo com Farmácia do Estado fechada, pacientes tentam atendimento

Hoje é o segundo dia consecutivo da paralisação dos funcionários terceirizados que não tem prazo para acabar

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/08/2015 às 8:18
Leitura:
Foto: Clarissa Siqueira/ Rádio Jornal

O segundo dia seguido de paralisação dos funcionários terceirizados da Farmácia de Pernambuco, localizada no bairro da Boa Vista, pacientes que precisam dos medicamentos fornecidos pelo Governo do Estado ainda vêm procurar atendimento. Alguns são pegos de surpresa e outros têm esperanças de serem atendidos.

Luzimarcos Silva foi à farmacia, ontem, e mesmo com o equipamento fechado decidiu arriscar nesta terça (25). Ele tentava pegar um medicamento para a irmã que realizou um transplante em abril deste ano. "Preciso dessa medicação. A gente não tem condições de comprar essa medicação, que é muito cara e ela precisa pra não haver rejeição", relatou, sem saber quando vai ser atendido.

Os 110 trabalhadores terceirizados da Farmácia do Estado realizam cerca de 90% dos serviços do local e decidiram cruzar os braços em reivindicação ao pagamento dos salários do mês de julho que deveria ter sido quitado no quinto dia útil deste mês.

Mais Lidas