ENTREVISTA

Apesar de cortes, prefeito Geraldo Julio afirma que salários de servidores e oferta de serviços estão mantidos

Em entrevista ao programa Passando a Limpo, prefeito falou ainda sobre cronograma de obras da cidade

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/09/2015 às 11:28
Leitura:
Foto: JC Imagem

Após a reunião entre os secretários da cidade e o prefeito do Recife, Geraldo Julio, que culminou no anúncio do corte de 300 cargos comissionados, o gestor garantiu que a decisão garante o salário em dia dos servidores municipais, o 13º, além de assegurar a oferta de serviços.

Geraldo Julio conversou, nesta sexta-feira (4), com os jornalistas Geraldo Freire, Graça Araújo, Diogo Menezes e Wagner Gomes, no Passando a Limpo. Entre os temas abordados, a reforma do Geraldão, na Av. Mascarenhas de Morais, na Imbiribeira, que se encontra com 150 trabalhadores, de acordo com o prefeito.

Na área de manutenção, o prefeito aproveitou para falar das obras estruturais da capital pernambucana. “Quando termina o inverno as escadarias ficam muito surradas, a gente vai recuperar todas as escadarias”, disse.

O prefeito disse ainda que, com relação aos cortes, todos os que foram realizados são suficientes. “Nós estamos fazendo redução de despesas desde o ano passado, agora sempre preservando o que é para o povo, o que é para as pessoas que mais precisam”, afirmou Geraldo.

As obras da Operação Tapa Buraco, segundo o prefeito, já estão sendo realizadas. "Eu tenho hoje 257 homens trabalhando, são 15 equipes e algumas equipes começando o processo de recapeamento, por exemplo na Av. Visconde de Albuquerque, na Torre", detalhou.

O prefeito destacou ainda que aguarda a liberação de um empréstimo junto ao Banco Mundial no valor de R$ 700 milhões. "A gente negociou com o Banco Mundial no ano de 2013 e desde novembro de 2013 a gente aguarda a liberação do Governo Federal. O recurso não é do Governo Federal, é do Banco Mundial, que é um banco estrangeiro", analisou o prefeito, dizendo que esse recurso será aplicado na geração de empregos, por exemplo.

Para finalizar, o prefeito confirmou ainda que o cronograma do Hospital da Mulher está mantido.

Orçado em R$ 58 milhões, o Hospital da Mulher começou a ser construído em 10 de abril de 2013, com previsão de entrega para outubro deste ano. Em julho do ano passado, o prefeito Geraldo Julio anunciou que as obras estavam adiantadas mesmo com as chuvas e a unidade seria entregue com 45 dias de antecedência, ainda na primeira quinzena de agosto.

Confira a entrevista completa na primeira parte do Passando a Limpo:

Mais Lidas