INSEGURANÇA

Governador cobra coerência dos policiais civis ao avaliar Pacto Pela Vida, em Caruaru

O Estado reconhece o aumento da violência na região, principalmente nos chamados Crimes Violentos Letais Intencionais

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/09/2015 às 8:26
Leitura:
Foto: Douglas Fagner/ Divulgação


O governador Paulo Câmara cobrou coerência dos policiais civis ao avaliar Pacto Pela Vida, em Caruaru, nesta quinta-feira (3). O chefe do executivo esteve no município, no Agreste, para um encontro com gestores da segurança pública.

O Estado reconhece o aumento da violência na região, principalmente nos chamados Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). O governador anunciou a chegada de 260 duzentos e sessenta novos policiais militares, sendo 100 para Caruaru. Paulo Câmara inaugurou ainda a segunda delegacia municipal, num investimento de R$ 386 mil.

O socialista foi questionado pela imprensa sobre a mobilização dos policiais civis que cobram melhores salários e condições de trabalho. O governador considera que a redução de custos com combustíveis e diárias não vai atrapalhar o combate à criminalidade.

Paulo câmara afirma que as queixas sobre a precariedade das delegacias são apenas um pretexto:

Os policiais civis até que tentaram realizar um ato durante a passagem do governador Paulo Câmara por Caruaru. Eles reclamam que foram proibidos pelos delegados o que aumentou o clima de insatisfação da categoria. Eles prometem manter o calendário de mobilização, inclusive o protesto no final do mês, em Olinda.

Tiago Batista, diretor do Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis) reclamava ontem da falta de democracia na cidade:

Mais Lidas