7 de Setembro

Dilma Rousseff desiste de fazer pronunciamento à nação pelo 7 de setembro

A presidente gravou um vídeo que vai ser divulgado na internet saudando o dia da independência

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/09/2015 às 10:18
Leitura:
Foto: Roberto Stuckert Filho/ PR

A presidente Dilma Rousseff desistiu de fazer pronunciamento à nação neste 7 de setembro temendo manifestações contrárias com panelaço. À exemplo do 1° de maio, a presidente gravou um vídeo que vai ser divulgado na internet saudando o dia da independência.

Para o desfile desta segunda-feira (7) na Esplanada dos Ministérios foi montado um forte esquema de segurança, e um paredão de tapume de 5km de extenção para manter os manifestantes distantes e isolados do desfile oficial, e da presidente da república.

O Palácio do Planalto estima que cerca de 25 mil pessoas vão acompanhar este ano as solenidades do dia da independência, que começam as 9hrs e terminam ao meio-dia. O governo espera atrair a população de Brasília para o evento anunciando que medalhistas dos Jogos Panamericanos de Toronto, no Canadá, estarão presentes, além da Esquadrilha da Fumaça, que vai colorir o céu da Capital Federal.

Depois de terminar o desfile, um grupo de manifestantes será autorizado a deixar a Catedral de Brasília rumo ao Congresso Nacional, uns protestando contra a política econômica do governo, outros pedindo o afastamento da presidente da república.

Neste fim de semana, o juiz federal Marcos Vinícius Bastos, proibiu o advogado Mateus Garcia de se aproximar da Esplanada dos Ministérios neste 7 de setembro. No mês passado, o advogado divulgou vÍdeos na internet ameaçando arrancar a cabeça de Dilma Rousseff. Mateus Garcia, que é filiado ao PSDB deu prazo até a noite de ontem para que a presidente cometesse suicídio ou renunciasse ao mandato. A Polícia Federal investiga o advogado que está impedido de se aproximar da esplanada dos ministerios, e também não pode deixar Brasília sem autorização da polícia.

Mais Lidas