7 de setembro

Sem arquibancadas para plateia, desfile cívico-militar deve atrair mais de 10 mil pessoas no Recife

Mais de 500 policiais militares farão parte do esquema de segurança montado para a comemoração na Avenida Mascarenhas de Morais

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/09/2015 às 6:13
Leitura:
Mais de 10 mil pessoas devem acompanhar o desfile na Avenida Mascarenhas de Morais. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

O desfile cívico-militar do 7 de Setembro é quase tão tradicional quanto a data que marca a independência do Brasil. No Recife, a cerimônia acontece no bairro da Imbiribeira e começa com a revista da tropa pelo governador Paulo Câmara, pelo comandante militar do Nordeste, o general Manoel Luiz Narvaz Pafiadache e outras autoridades. Saiba mais nas reportagens de Rafael Carneiro, direto do local:

O desfile cívico tem início às 9h e vai percorrer a Avenida Mascarenhas de Morais entre os trechos que vão do Viaduto Tancredo Neves e o término na Rua Joaquim Bandeira, Avenida General Mac Arthur e Rua Itacari. As vias do entorno estão bloqueadas para a passagem do desfile e devem ser liberadas até às 14h.

Saiba mais:
Confira os esquemas de trânsito e transporte para quem quer aproveitar ou fugir do desfile cívico-militar

O palanque oficial fica em frente do Ginásio de Esportes Geraldo de Magalhães Melo, o Geraldão. Porém, o público deve estar preparado, pois não há arquibancadas para acompanhar a apresentação da manhã desta segunda-feira.

São oito mil desfilantes, entre quatro mil estudantes das redes pública e particular e de instituições parceiras, como a maçonaria. Às 10h, os militares abrem a apresentação com as bandeiras históricas levadas por alunos do Colégio Militar do Recife.

No segundo grupamento desfilam os veteranos da Força Expedicionária Brasileira (FEB), Batalhão de Suez, oficiais da reserva e veteranos paraquedistas. Em seguida, é a vez dos militares da ativa que participaram das forças de paz coordenadas pela Organização das Nações Unidas (ONU). Depois vem as tropas da Marinha, Exército, Força Aérea Brasileira, Policia Militar e Corpo de Bombeiros.

No desfile motorizado, destaque para veículos da Polícia Rodoviária Federal e o destacamento hipomóvel das Forças Armadas. O chefe do setor de comunicação social do exército, major Hereda, ressalta pontos da cerimônia na Imbiribeira:

A infraestrutura do desfile está montada com nove postos de atendimento médico e ambulâncias em pontos estratégicos. O esquema de segurança vai contar com 533 policiais militares para a festa que deve reunir público superior a 10 mil pessoas. Para o major Hereda, a data é uma das mais importantes para o país e deve ser comemorada.

Mais Lidas