PRISÃO

Dois dos suspeitos por sequestro em Altinho são presos na zona rural de Barreiros

A dupla foi presa em cumprimento aos mandados de prisão preventiva. As investigações continuam para localização dos demais suspeitos de envolvimento no crime

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/09/2015 às 20:04
Leitura:
A polícia conseguiu apreender a arma utilizada por um dos suspeitos. (Foto: Isabela Dias/Rádio Jornal)

Dois irmãos envolvidos em assalto e sequestro de um comerciante em Altinho, no agreste do estado, foram presos nesta quinta-feira (10), em ação realizada pelo Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil, em cumprimento ao mandado de prisão preventiva. José Wilck da Silva, de 23 anos e Diego Gleidson da Silva, de 25 anos, foram presos no Engenho Tibiri, na zona rural de Barreiros, na Mata Sul de Pernambuco.

No momento da prisão, José Wilck trocou tiros com a polícia e chegou a ser atingido na perna. O delegado responsável pelas investigações, Cláudio Castro, explica como ocorreu a ação. “Ele tentou se evadir, efetuando disparos de revólver calibre 38. Para conter aquela injusta agressão, nós também efetuamos um disparo que atingiu a sua perna esquerda, mas nada de grave. Imediatamente nós o levamos para o Hospital de Barreiros e depois para o Dom Hélder no Cabo de Santo Agostinho”, detalha.

Ouça a reportagem de Isabela Dias:

Entenda o caso:

O crime aconteceu no dia 2 de junho, quando o comerciante retornava para casa. Ele foi surpreendido por 5 homens em um veículo, que tinham a informação de que o comerciante transportava dinheiro. Não satisfeitos com o valor, que não foi informado pela polícia, eles sequestraram o comerciante para receber o pagamento de resgate. A vítima foi liberada no dia seguinte.

A dupla foi presa em cumprimento aos mandados de prisão preventiva. No caso de José Wilck, houve agravamento em razão do flagrante na troca de tiros com a polícia.

Mais Lidas