ENTREVISTA

"Não é pra se desesperar”, diz Maílson da Nóbrega sobre perda de grau de investimento

Economista e ex-ministro da Fazenda falou com Geraldo Freire na “Super Manhã”

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/09/2015 às 11:02
Leitura:
Maílson esteve na Rádio Jornal em março para um debate sobre economia


A notícia do rebaixamento da nota de crédito do Brasil pela agência de risco Standard & Poors repercutiu no mundo inteiro e afeta fortemente a economia brasileira. Durante a “Super Manhã” desta quinta-feira (10), um dos economistas mais respeitados do país, o ex-ministro da Fazenda Maílson da Nóbrega falou com o comunicador Geraldo Freire.

Na ótica de Maílson, a decisão da agência é um duro golpe para a economia brasileira e deixa a situação ainda mais delicada: "Esse rebaixamento deve afetar os mercados, o Real vai desvalorizar, bolsa vai cair e juros vão subir", afirmou. Acompanhe a entrevista na íntegra no áudio abaixo:

Para o economista, um dos grandes responsáveis pelo rebaixamento é o clima de crise política instalado no país e a incapacidade do governo de reagir com credibilidade. "Hoje temos um congresso sem nenhuma coordenação. Isso é uma situação grave para o país", afirmou. Ele disse ainda que gastos precisam ser cortados, mas alguns, como o Bolsa Família, não podem ser atingidos.

Apesar do momento crítico, o ex-ministro acredita que ainda existe, mesmo que de forma frágil, capacidade de recuperação. "Não é pra se desesperar, nem querer fugir do Brasil", declarou.

Mais Lidas