ECONIMIA

Após mais um protesto, Governo do Estado promete repassar R$ 17 milhões aos terceirizados

Funcionários trabalham em hospitais, escolas e terminais integrados. Eles reclamam de atrasos de salário e ondas de demissões

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 11/09/2015 às 7:25
Leitura:
Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal


O dinheiro deve ser liberado nesta sexta-feira (11) para que as empresas paguem de imediato os salários atrasados. O Estado vai convocar o Ministério Público do Trabalho (MPT) para acompanhar a resolução do impasse.

A caminhada da manhã desta quinta-feira (10) contou também com terceirizados ligados à Prefeitura do Recife. O município informa que o repasse as empresas ocorre no prazo legal e que, portanto, o salário é de responsabilidade das terceirizadas.

Os trabalhadores se queixam ainda da onda de demissões principalmente no Governo de Pernambuco. Como forma de protesto, os manifestantes vestiam roupas pretas e estavam com um caixão e um boneco gigante.

O presidente da Força Sindical em Pernambuco, Rinaldo Júnior, diz que o povo paga pela falta de dinheiro na máquina pública:

Mais Lidas