POLÍCIA

Sargento reformado de 92 anos é assassinado no quintal da própria casa em Jaboatão

Três dos cinco suspeitos de assassinar Genésio Luiz de Lima estão foragidos. Uma das hipóteses é que o grupo tenha assassinado o sargento por desavenças pessoais e para roubar a arma dele

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 14/09/2015 às 6:46
Leitura:

O corpo de Genésio Luiz de Lima, de 92 anos, será liberado do Instituto de Medicina Legal (IML) para sepultamento na manhã desta segunda-feira (14). O policial militar reformado foi morto a tiros dentro do quintal da própria casa no início da noite desse domingo (13). Uma das hipóteses é que o grupo tenha assassinado o sargento por desavenças pessoais e para roubar a arma dele.

O local em que o sargento foi assassinado fica na Rua São João Batista, no Jardim Jordão, zona norte de Jaboatão dos Guararapes, ao lado de uma padaria e de um terreno da Compesa. De acordo com testemunhas, o espaço ao lado da casa de Genésio seria frequentado por usuários de drogas e motivo de constantes reclamações do sargento reformado.

A Polícia apurou que cinco pessoas, entre elas uma mulher, pularam o muro, que tem dois metros de altura. Três dos suspeitos foram detidos horas depois do homicídio por equipes do 6º Batalhão da Polícia Militar e os demais continuam foragidos. Com eles, foram apreendidos dois revólveres calíbre 38 e aproximadamente 1kg de maconha. Entre os detidos, estão Marcela Régis de Lima e Felipe Vagner Melo de Lima, além de um menor de idade.

O tenente da Polícia Militar Charles Martins diz que informações detalhadas só serão divulgadas após investigação do caso. “O que temos são informes que foram passados por pessoas que moram na área. O filho dele não presenciou o crime”, completou.

Mais Lidas