PESQUISA

Preço de remédios em farmácias de Olinda pode variar quase 500%, diz Procon

A famosa amoxicilina, antibiótico usado para combater infecções por bactéria, pode variar mais de R$ 30.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/09/2015 às 6:59
Leitura:
Foto: JC Imagem


Os dados foram coletados em 16 farmácias de seis bairros de Olinda, entre os quais Casa Caiada, Bairro Novo e Jardim Atlântico. São 40 remédios entre produtos considerados de referência, similares e genéricos.

Uma caixa de captopril para hipertensão, por exemplo, é encontrada por preços que vão de R$ 5,00 a R$ 24,85, ou seja, 497% mais caro, dependendo do local. Já a losartana potássica, usada para insuficiência cardíaca, é vendida por preços que variam até 103,71%.

Enaquanto isso, o ibuprofeno, usado para a dor, pode ser comprado por valores entre R$ 16,40 e R$ 32,49. A famosa amoxicilina, antibiótico usado para combater infecções por bactéria, pode variar entre R$ 47,53 e R$ 82,09.

O gerente de Fiscalização do Procon Pernambuco, Flávio Sotero, orienta os consumidores sobre quais cuidados devem ser tomados antes e durante a compra:

Clique aqui e veja a lista completa dos medicamentos pesquisados.

Mais Lidas