POLÍTICA

Ciro Gomes diz que direita de São Paulo está usando fundador do PT para detonar Dilma

Recém filiado ao PDT, ele defendeu Dilma, mas disse que presidente “não tem projeto”. Ex-ministro afirmou ainda que não pretende se candidatar em 2018

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 17/09/2015 às 9:32
Leitura:

O ex-ministro e ex-candidato a presidente Ciro Gomes, recém filiado ao PDT, criticou o movimento pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e disse que o jurista Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT, está sendo usado para aplicar um golpe. “O Hélio não está em seu melhor momento, a família dele já denunciou que ele está sendo manipulado pela ultra-direita de São Paulo”, disparou.

Durante entrevista ao comunicador Geraldo Freire da Rádio Jornal, Ciro Gomes defendeu o governo Dilma, mas disse que a presidente precisa encontrar um rumo e voltar a governar para sua base de apoio. “A presidente é trabalhadora, não é preguiçosa. Mas tem uma equipe fraca e falta de projeto”, declarou. Ouça a entrevista completa:

O pedetista alertou para o processo de impeachment e para o que pode acontecer depois. Sem Dilma assume o vice Michel Temer (PMDB), que nas palavras dele é “amigo íntimo do corrupto Eduardo Cunha (PMDB)”. Ciro ainda discordou que interromper o mandato seja o melhor caminho: “Impeachment não é remédio para quem não gosta da gestão. Ele é uma ruptura democrática”.

Ciro Gomes ainda falou sobre o momento de crise política e econômica e disse que de fato existe uma crise internacional: “até a China, nosso maior parceiro econômico, foi atingida”. Ele ainda acredita que uma equipe de 39 ministros é um exagero: “Não dá nem para reunir todos”.

Sobre a filiação ao PDT ocorrida nesta última quarta-feira (16), o ex-ministro disse que não pensa em ser candidato no momento, mas não descarta que possa sim se lançar pela terceira vez para presidente nas eleições de 2018.

TRANSNORDESTINA E TRANSPOSIÇÃO

Atualmente na direção da empresa Trasnordestina, Ciro Gomes comentou o andamento das obras da ferrovia e negou que estejam atrasadas. “A Trasnordestina está em obras bastante aceleradas. Os trabalhos estão concentrados no Piauí no momento”, afirmou.

Ex-ministro da Integração Nacional no primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Ciro ainda falou sobre o andamento das obras de transposição do Rio São Francisco. Ele afirmou que, apesar de já ter se irritado com a demora na conclusão, tem orgulho de ter participado do início do projeto: “A obra está muito perto de terminar. Tenho muito orgulho da Transposição”.

Mais Lidas